Encontro mensal Clube do Fusca

Aconteceu no último dia 18, o encontro mensal do Clube do Fusca de Belo Horizonte. O evento ocorre todo 3º domingo do mês na Rua Josafá Belo, ao lado do museu histórico Abílio Machado.

Estiveram presentes proprietários de 26 Fuscas e seus familiares, além de outros veículos que compartilham o mesmo chassi e conjunto mecânico como Brasília, Kombi, Variant e MP Lafer,

Fusca personalizado

O encontro acontece desde maio de 2003 e é aberto ao público. Oferece um espaço familiar que também pode ser usado para troca de informações sobre manutenção, venda de peças e acessórios e restauração.

Veja as fotos do encontro mensal do Clube do Fusca em nossa Galeria de Fotos.

Anúncios

Conversando com o presidente : Amauri Oliveira

Símbolo que marcou gerações, automóvel mais vendidos na história, queridinho por todas essas são umas das qualidades de um Fusca, carro criado pela Volkswagen e que foi sucesso nos meados

do século XIX, e que atualmente continua despertando paixões dos colecionadores.

Belo Horizonte, cidade sede de encontro do Clube Fusca Belo Horizonte, onde apaixonados por automóveis Fusca, se reúnem com único objetivo de expor e compartilhar experiências sobre seus automóveis.

Conversamos com o Presidente Amauri Lúc

io Oliveira, responsável pela criação do clube do Fusca, e fizemos algumas perguntas sobre o grupo do Fusca, a fim de conhecer melhor sobre a sua criação.

Como surgiu, e qual o objetivo do grupo Fusca Belo Horizonte?

Amauri: O clube foi fundado com a intenção de reunir pessoas que gostem de fuscas e outros veículos da marca Volkswagen refrigerados a ar. O importante, n

a verdade, é que todos possam formar um grande grupo de amigos e juntamente com suas famílias possam participar de nossas atividades num ambiente agradável e familiar.

Qual a data de fundação do clube?

Amauri: O Clube do Fusca Belo Horizonte foi fundado no dia 04 de maio de 2003.

Quem são os responsáveis?

Amauri: Presidente Amauri Lúcio de Oliveira e sua esposa Silvana Khoury Bernardes de Oliveira.

Atualmente, quantos associados existem no clube do Fusca?

Amauri: Temos mais de 2500 contatos em todo Brasil, mas a frequência em nossos eventos gira em torno de 70, 80 veículos em média.

E caso alguém tenha o interesse de ser um associado, como faz?

Amauri: Para participar do nosso clube basta acessar nosso site http://www.clubedofuscabh.com.br e fazer o cadastro.

Sabemos que os encontros são realizados todo terceiro domingo do mês, qual a localidade?

Amauri: Temos os nossos encontros mensais que acontecem todo terceiro domingo de cada mês na Rua Josafá Belo, entre a Rua Bernardo Mascarenhas e a Av. Prudente de Morais no bairro Cidade Jardim, ao lado do Museu Histórico Abílio Barreto.Além disso, realizamos várias viagens e passeios a cidades do interior do nosso estado.

Veja a entrevista realizada no dia 18 de Novembro de 2012 , no encontro mensal.

Por Barbara Barros.

Fusca e música, combinação perfeita

O nosso site “Fusquinha Turbinado”, separou dois clipes mais curtidos do site Youtube.com  para aqueles que gostam do automóvel Fusca, e muita música.

O primeiro é o clipe da dupla Bruno e Leandro: música “Tirando onde de fusquinha” .

O outro clipe é o antigo clássico “Fuscão Preto”, com participação especial da apresentadora Xuxa e Almir Rogério.

Curta esses dois vídeos, também em nossa página do Facebook

Por Camila Bianca

Fusca também possui dia especial.

Imagem

O Fusca marcou a história do mundo automobilístico e até os dias de hoje possui a reconhecimento de ser um carro do povo. A partir desse sentimento e confiança, foram surgindo os clubes de Fusca, nos quais os colecionadores se reuniam, e trocavam experiências e dicas sobre esse automóvel.

Para que o amor pelo Fusca fosse ainda mais marcante, no ano de 1995 foi estabelecido o Dia Mundial do Fusca, comemorado em todo mundo no dia 22 de Junho. A data foi escolhida no dia 22 de Junho, pois em 1934 nesse mesmo dia, foi assinalado o contrato entre a Associação Nacional da Indústria Automobilística Alemã com o criador do projeto Fusca, Dr. Ferdinand Porsche, para que o projeto saísse do papel e fosse desenvolvido o automóvel.

Neste ano na cidade de Belo Horizonte, os amantes do Fusca resolveram antecipar as comemorações, e realizaram uma carreata somente com Fuscas no dia 17 de Julho, na manhã de domingo, realizando o trajeto pelas ruas da capital, e região metropolitana.

“O Fusca é um veículo querido por muita gente; Foi o primeiro carro de muitas gerações e é difícil achar alguém que não teve alguma história na família com ele”, diz Amauri Lúcio de Oliveira, de 51 anos, presidente do Clube do Fusca.

De acordo com Amauri Oliveira, presidente do Clube do Fusca Belo Horizonte e organizador do “Fusqueata” como chamaram, a carreata contou com cerca de 80 automóveis, que ao fim da carreata,pararam ao redor da praça do Papa, simbolizando um abraço no monumento.

Dos mais variados Fuscas estiveram nesse encontro e após o abraço simbólico, percorreram até a cidade de Pedro Leopoldo para um almoço festivo em comemoração ao dia.

Por: Fabiano Bueno e Washington Souza

A mostra do novo Fusca no salão do automóvel SP

Imagem

Foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo o mais novo fusca, a realização da exposição ocorreu entre os dias 24 de outubro a 04 de novembro de 2012 no Anhembi.O evento marcou a volta do nome usado na versão original, que começou a ser lançado oficialmente no Brasil em 1959.

O novo Fusca chegou às lojas no inicio de Novembro, mas possuiu seu pré-lançamento em Outubro, realizado no Salão do Automóvel em São Paulo, evento que reuniu carros antigos, e novos lançamentos de marcas nacionais e internacionais automobilísticas. 

Nessa nova versão, o Fusca ganhou um motor de 2.0 Turbo de 200 cavalos de potência, câmbio automatizado DSG ou manual, ambos de seis marchas, podendo competir com carros famosos como o Mini Cooper, Citroen DS3, Audi A1.

O novo Fusca ainda não tem preço definido mas deve girar em torno de R$80 mil a R$90 mil. 

Por: Fabiano Bueno e Washington Souza 

Colecionando amigos

O Clube do Fusca Belo Horizonte, criado em  maio de 2003, através de uma iniciativa do casal Amauri Oliveira e Silvania Oliveira, tinha a principio a ideia de promover encontros para reunir pessoas com algo em comum: o amor pelo veículo Volkswagen. No entanto, a cada encontro o numero de pessoas aumentava significantemente, então com isso acabou se tornando um evento fixo, realizado todo o terceiro domingo de cada mês, na Rua Josafá Belo, no bairro Cidade Jardim, próximo ao Museu Histórico Abílio Barreto, no horário das 9h às 13h.
Reunindo amadores de várias regiões de Belo Horizonte, hoje o clube conta com a presença de mil e duzentas pessoas, que trocam informações sobre peças, acessórios, modelos e etc. São realizadas atividades, que variam de acordo com cada mês, como, por exemplo, o Fuscriança, ocorrido no mês de outubro, em homenagem ao dia das crianças. Além disso, acontecem passeios e viagens, para cidades do interior de Minas Gerais, como Brumadinho, Ouro Preto e Tiradentes.
De acordo com um dos criadores do grupo, Amauri Oliveira, “é muito gratificante ver nos olhos dos adultos o brilho pela alegria de poder relembrar histórias vividas, nos jovens a vontade de serem eles os proprietários e nas crianças todas as nossas apostas, de que o nosso movimento está se perpetuando”. Segundo ele, os eventos não têm caráter comercial, ou seja, venda ou troca do veículo, pelo contrário, tem o objetivo de eternizar o amor pelo Fusca, o tornando de estima não pagável.
Para fazer parte do Clube do Fusca Belo Horizonte é necessário fazer o cadastro, através do site: http://www.clubedofuscabh.com.br. Lá você preenche informações como: modelo, cor, placa, ano, veículo, além das informações pessoais.

Por Saionara Schumann

Como conseguir a placa preta

A placa preta não é simplesmente pintar a placa do seu carro por estilo, existe uma serie de itens para se obter a mesma, como possuir um carro antigo e que tenha exatamente mais de 30 anos de fabricação. A placa preta atesta ao carro que o veículo possui mais de 80% de originalidade em sua estrutura.O automóvel é submetido por uma inspeção altamente rigorosa, que é realizada por um responsável de um clube de veículos antigos, no qual esse responsável possui credenciamento junto ao Departamento Nacional de Trânsito, o DENATRAN. A avaliação é realizada no motor, a transmissão, suspensão, freios e a parte elétrica, pintura, rodas, pneus e todo o interior do veiculo.No encontro mensal do Clube Belo Horizonte, entrevistamos o técnico metalúrgico Rubens Custodio, proprietário de um Fusca, que possui placa preta, e em uma conversa bem divertida, nos contou um pouco sobre essa trajetória e de como foi colocar a placa preta em seu veiculo.Qual o modelo, e o ano de seu Fusca?Rubens Custodio: Modelo 1300, Ano de 1969.

Rubens e seu fusquinha.

Quanto tempo levou para deixar seu carro com mais de 80% de originalidade, e quanto gira o investimento financeiro em relação á essas mudanças?o  de originalidade, e quanto fica o invetimento financeiro em relaçer, acho bacana de mais, e ressalta que mesmo com novo mode

Rubens Custodio: Tem três anos que eu batalhei nesse carro, gastei mais de R$ 30.000 nesse carro, não é fácil tem que ser aos pouquinhos , porque é muito caro e agora que já completei, pretendo viajar é acompanhar o clube do fusca ,e agora é curtir tudo aquilo que eu conquistei.

O que levou á colocar a placa preta em seu veiculo?

Rubens Custodio: O Fusca de uns tempos para cá esta sendo muito valorizado, porque é um carro antigo, é carro de coleção, é um carro bonito, um carro que chama muita atenção, então toda vida eu fui vidrado no fusca e sô agora que eu tive condições de comprar um fusca, então eu quero deixar ele todo original, isso pra mim e um Hobby, é quero curtir e quero acompanhar o Clube do Fusca.

Possui somente esse fusca? Conta pra gente um pouco dos seus ciúmes em relação ao carro?

Rubens Custodio: Só tive esse fusca, e pretendo deixar ele sempre bonito, não vendo, não empresto. Ninguém dirige esse carro só eu. Eu tenho muitos ciúmes desse carro mesmo, é também tenho um Fiat Stilo Schumacher inclusive minha família é grande, meus irmãos quando eu vou lá na minha terra eles querem dirigir o Fusca, eu empresto meu Fiat Stilo Schumacher não empresto o fusca. O único que tem toda liberdade de deitar e rolar nesse fusca é o meu cachorro (risos), o nome dele é chocolate.

Rubens e seu certificado de originalidade

Você sente seu carro mais valorizado com a placa preta? Já teve propostas para vendê-lo?

Rubens Custodio: Com certeza, já tive propostas nesse carro de R$ 40.000 de um colecionador. Não vendo, só vendo por uma proposta irrecusável (risos).

Conte-nos uma história engraçada nessa caminhada para obter a placa preta.

Rubens Custodio: Quando eu fui levar meu fusca no DETRAN eu achava que estava 100%, show de bola inclusive eu tinha encapado os bancos, chegando lá o cara pediu pra tirar as capas dos bancos e mandou-me voltar, justamente por causa dos bancos ele me mandou voltar, eu fiquei “puto da vida”( risos ).

Por Fabiano Bueno e Washington Souza